Todos os artigos de coimbracanal

Serenata dos Antigos Estudantes da Universidade de Coimbra

O Coimbra Canal transmitiu em direto a Serenata Monumental dos Antigos Estudantes de Coimbra, no passado dia 12 de Julho. A Serenata foi vista em www.coimbracanal.com e no MEO Kanal.

Nesta III Serenata Monumental dos Antigos Estudantes participaram os grupos Praxis Nova (anos 80), Alma Mater (anos 90), Capas Negras (anos 90), o Grupo de Fado da Tuna Académica da Universidade de Coimbra (anos 90) e ainda o Grupo de Fado da Escola de Música do Fado ao Centro (a representar o que hoje se faz de novo no fado de Coimbra). 

Oportunidade única de reencontro para muitos dos que passaram por Coimbra e nunca esqueceram o que é ser estudante numa cidade que marca como poucas, a Serenata Monumental dos Antigos Estudantes vai-se afirmando enquanto referência no calendário cultural da cidade, ajudando a construir um património agora reconhecido da Humanidade também por ser muito mais do que a riqueza dos seus monumentos.

Organização: Fado ao Centro

“Notas Soltas” – com Coro Cherubinni

“Notas Soltas”, um programa de Virgílio Caseiro.
“A música coral nem sempre foi como é hoje: ela evoluiu no tempo e no espaço…”
O convidado de hoje, o Coro Cherubinni, dirigido pela maestrina Isilda Margarida, interpreta dois temas de musica coral, acompanhado ao piano por Luís Arede.
Apoio: Insígnio Labs, Orquestra Clássica do Centro e Diário de Coimbra.
Gravado no Pavilhão Centro de Portugal, em Coimbra, durante a apresentação da “Hora e meia com música” do maestro Virgílio Caseiro.
11 de Janeiro de 2014
Produzido pela RM Produções para o Coimbra Canal.

Apresentação Oficial do novo treinador da Académica, Paulo Sérgio


A Académica transmitiu, em directo, a conferência de imprensa de apresentação do novo treinador da Briosa, num “livestreaming” no Site Oficial do clube. Em parceria com o COIMBRA CANAL, da cidade dos estudantes para o Mundo, ouve as primeiras palavras de Paulo Sérgio com o símbolo da Briosa ao peito! E ainda te lançamos mais um desafio: no espaço de comentários, diz-nos a partir de onde é que estás a assistir à conferência de imprensa. Ficamos à tua espera! #BRIOSA #UNIDOSVENCEREMOS

Final da Taça de Portugal 2011/2012 – Académica OAF


Vídeo Comemorativo (1 ano) 20 de Maio 2012 – 20 de Maio 2013
Música:
Hino da Briosa – Gentilmente cedido pela Associação Académica de Coimbra OAF
Música e letra – Zé da Ponte
Intérpretes – Teresa Radamanto e Paulo Ramos
Trecho do relato gentilmente cedido pela Antena 1 à Associação Académica de Coimbra – OAF
Imagens: Exclusivas Coimbra Canal
Edição:Tiago Madeira – Coimbra Canal
Produção Executiva:João Rijo Madeira/Manuela Madeira – Coimbra Canal
Diretor Geral: José Rijo Madeira – Coimbra Canal

Dar Voz ao Adepto: João Zeferino


Dar Voz ao Adepto: João Zeferino
O João Zeferino terminou em segundo lugar no concurso “Desenha o próximo cachecol oficial da Briosa” e já usufruiu do prémio: assistir a um jogo da Académica na Tribuna Presidencial. Aqui fica o “Dar Voz ao Adepto” desta semana.

POST IT – Utentes da EN110 criticam Estradas de Portugal


POST IT – Utentes da EN110 criticam Estradas de Portugal
A Comissão de Utentes da EN 110 entre Penacova e Coimbra criticou hoje, dia 10 de Abril, durante uma vigília, a Estradas de Portugal por não ter cumprido os prazos para a reabertura da estrada, que se encontra fechada há três meses.
A EN 110, que liga Penacova a Coimbra, ao longo da margem direita do Rio Mondego, está encerrada ao trânsito desde 15 de janeiro, devido a duas derrocadas, na zona de Foz do Caneiro, estando a ser intervencionada pela EP, desde 10 de fevereiro, numa empreitada orçada em cerca de 193 mil euros.
Cerca de três dezenas de pessoas promoveram ao final da tarde uma vigília no local para protestar contra o que a comissão “apelida de incompetência e desprezo pela população”, que tem necessidade de utilizar a via, cuja reabertura de uma faixa de rodagem que permita a circulação automóvel alternada tem registado “sucessivos adiamentos”.
A obra está projetada em duas fases, inicialmente uma primeira de 30 dias, que foi dilatada para 60, em que a estrada está completamente interditada para controlo da parte superior do talude.
Após esse período, cujo prazo terminava hoje, dia 10 de Abril, estava previsto proceder à abertura da via com circulação alternada, até à conclusão dos trabalhos.
A EP anunciou que, para garantir condições de segurança de circulação na EN 110, é “necessário prolongar o prazo de corte” da via por mais uma semana.