Arquivo de etiquetas: coimbra

Congresso Internacional Bem-Estar, Saúde, Cognição & Desenvolvimento

O Congresso Internacional Bem-Estar, Saúde, Cognição & Desenvolvimento é um evento científico e social, organizado numa parceria entre a unidade de I&D da Universidade de Coimbra/Fundação para a Ciência e a Tecnologia, Instituto de Psicologia Cognitiva, Desenvolvimento Humano e Social (IPCDHSUC), e a Fundação Beatriz Santos, Coimbra (FBS).

Neste congresso procurar-se-á trazer informação e reflexão sobre novos modelos e estratégias de intervenção no bem-estar e na saúde das pessoas, especificamente em momentos fundamentais do seu desenvolvimento como seres humanos. Especificamente a partir de novas conceções da cognição e da mente humana.

Na diversidade de atividades que decorrerão nas instalações da Fundação Beatriz Santos em Coimbra (28-30 novembro 2019), estão previstas palestras, workshops, atividades culturais e lançamento de livros. Estarão presentes especialistas nacionais e internacionais, que para além da sua solidez científica, possuem uma visão de empreendedorismo social de grande inovação e aplicabilidade prática.

No final, esperamos que todos sejamos capazes de responder com mais fundamentação e satisfação a questões do nosso dia-a-dia científico e profissional:

– Como pode a nossa infância e juventude ser mais harmoniosa, através de uma visão ecológica do desenvolvimento humano?

– Como pode o nosso corpo contribuir para robustecer a nossa capacidade de aprendizagem, ou mesmo restaurar as nossas funções cognitivas no processo de envelhecimento?

– Como poderão as novas tecnologias assistirem-nos quotidianamente perante os desafios de um mundo exigente, e mesmo em situações de reabilitação?

– Como poderemos desenhar novos ambientes organizacionais na escola, na saúde, etc. mais eficazes do ponto de vista afetivo e cognitivo?

– Como pode a arte e a cultura promover a saúde e o bem-estar?

São estas as razões e as questões pelas quais Vos convidamos a estarem presentes.

Colóquio Internacional “De Versalhes a Wall Street (1919-2008)

O Tratado de Versalhes, assinado em Paris, a 28 de junho de 1919, consagrou um novo quadro político internacional, decorrente da vitória dos Aliados e da derrota das Potências Centrais. Esta paz, que hoje se sabe «artificial», consumou para sempre o desaparecimento da Europa da Belle Époque. 

Entretanto, na outra margem do Atlântico, os Estados Unidos iniciavam um período de grande crescimento económico, que reafirmaria a sua hegemonia no setor industrial. Contudo, a prosperidade generalizada dos Roaring Twenties em breve chegaria ao fim. O colapso da bolsa de Nova Iorque arrastou a economia mundial para a Grande Depressão, cujos efeitos se prolongaram, na maior parte dos países, até ao princípio dos anos 40. Em paralelo, a ascensão de regimes autoritários, com desejos revanchistas, e o acumular de múltiplas tensões económico-sociais e políticas transmutaram o ambiente de pós-guerra num pré-guerra. Em boa verdade, volvidos 80 anos da Crise de 1929, uma nova crise afetou o mundo. 

Partindo desta conjuntura, o CEIS20 irá promover um colóquio internacional dedicado à análise e ao debate das transformações políticas, económicas, sociais e culturais ocorridas em Portugal, na Europa e no Mundo no período entre guerras, no dia 19 de novembro de 2019, no Anfiteatro III , 4º piso, da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra


IV DevFest Coimbra 2019

Está de volta a quarta edição do DevFest Coimbra!


Dia 16 de novembro tem lugar a quarta edição do DevFest Coimbra. Um dia inteiro de palestras e workshops em várias áreas da tecnologia, desde o desenvolvimento mobile (Android e iOS), passando por web, design, segurança e até chegarmos ao hardware – onde vamos ter connosco o Movimento Maker Portugal GDG Coimbra.

O evento decorrerá no Auditório António Arnaut (no Centro Hospitalar de Coimbra).

O primeiro grupo de oradores é constituído por Orestes Carracedo – Espanha, Maxim Salnikov -Noruega, Ivan Morgillo – Alemanha, Ash Davies – Alemanha, Marcin Moskala – Polónia, Renato Rodrigues – Portugal, José Méoreira – Portugal e Donny Wals – Países Baixos.


O Google Developers Group (GDG) Coimbra é uma comunidade de pessoas com interesse por tecnologia, que se juntam ocasionalmente para discutir e partilhar ideias ou simplesmente beber uma cerveja e aprender uma ferramenta nova.
Para além do DevFest, o GDG Coimbra organiza eventos como Kotlin/Everywhere, GDG Kids, Developer Stories, Gather Hours e vários workshops.

O DevFest Coimbra 2019 é uma conferência tecnológica organizada pelo GDG Coimbra, e é uma de várias conferências DevFest promovidas pela Google em todo o mundo. Tem como objetivo trazer o que melhor se faz de tecnologia ao centro de Portugal.
Mais informação sobre o evento pode ser encontrada nas nossas redes sociais:

Os bilhetes, cujo valor reverte na totalidade para uma instituição solidária, podem ser comprados em https://ti.to/gdgcoimbra/devfest-coimbra/


APOIO: COIMBRA CANAL

Redes Sociais / Fake News – Festa Literária Folha 2019

Com Dulce Neto (Jornalista), Manuel Halpern (Jornalista), Nuno Miguel Guedes (Investigador), e moderado: César Rodrigues (Investigador)

O Parque das Artes do Hotel das Termas da Curia, promoveu de 26 a 28 de setembro a “II Festa Literária Folha 2019” e que pretendeu divulgar “autores e obras literárias” portuguesas, numa iniciativa conjunta da Câmara Municipal de Anadia com a Sociedade das Águas da Curia.

XXV edição dos Caminhos do Cinema Português – 22 a 30 de novembro

O festival Caminhos do Cinema Português afirmou-se, nas últimas edições, como o evento de referência do panorama português, sendo o único festival dedicado, na sua competição, ao cinema português em várias vertentes, desde os projectos finais de escola de cinema, passando pela animação, documentário, curta-metragem até à longa-metragem. Desde 1988 tivemos o privilégio, enquanto organização de ver e (con)viver com o melhor da produção nacional portuguesa ao longo das últimas XXIV edições, mas igualmente de acompanhar a evolução de toda a indústria cinematográfica portuguesa. Abrimos o evento aos Juniores, aos Seniores, às Escolas de Cinema, às editoras e livreiros, a toda a produção portuguesa transformando-o na verdadeira montra do cinema nacional em Portugal. Uma montra, que tem apostado em aproximar os criadores dos seus públicos, apostando na interacção em todos os níveis.

Constrangimento de ordem financeira inviabilizaram a realização da XX edição em 2013, mas dos piores e melhores momentos, fizemos registo, e com essa vontade chegamos continuamos.
Na XXII edição o festival afirmou-se também em Leiria com a Seleção Ensaios. Querendo facilitar o acesso a toda população e representar um novo caminho do cinema académico (tanto nacional como internacional), para além disso, o festival afirmou-se a um nível supralocal, permitindo uma afirmação regional do cinema português na zona centro. Tivemos como salas de acolhimento os grandes espaços existentes na cidade de Leiria, como o Teatro Miguel Franco, Teatro José Lúcio da Silva, e ainda o Museu da Imagem em Movimento.
Chegamos em 2018 à XXIV edição, com esperança, de que o presente momento que vivemos, seja de esperança, que marque a pluralidade cultural na cidade de Coimbra, mas que a mesma seja também o inicio da construção de pontes com outras cidades da região centro.

100 anos do nascimento de Jorge de Sena e Sophia de Mello Breyner Andersen

M89 – recital de poemas para muros e galáxias distantes é um trabalho performativo com base em textos poéticos e Jorge de Sena, Sophia de Mello Breyner Andersen e José Saramago. Em resposta ao desafio do 2.º Festival Literário “Palavras de Fogo”, M89 evoca simbolicamente o tema dos “muros”, reportando-se à queda do muro de Berlim (1989), aos muros com que, hoje e sempre, convivemos, ao muro invisível que separa/liga,  no teatro, o palco e a plateia. M89 também aproveita a divulgação recente do buraco negro Messier 87 para colocar o tema da crise climática. Os muros habitam-nos. e nós habitamos muros. Há ainda muros que nos cercam. Mas por vezes trepamos muros para ser mais longe.Também muito do teatro se faz entre muros. Como se os muros não existissem. Em busca de galáxias distantes somos arrastados pela escuridão de um buraco negro supermaciço… Neste recital dizem-se poemas de Jorge de Sena, Sophia de Mello Breyner Andersen e José Saramago. Dizem-se também as palavras dos atores. Com o Muro de Berlim no horizonte, rastreiam-se outros muros, fala-se deles, trepam-se, saltam-se, derrubam-se… para neles mergulhar ainda.

Sinais de Fôlego, nas palavras de Jorge de Sena

fôlego. s. m. 1 ato de inspirar e expirar; respiração; 2 capacidade de manter o ar nos pulmões; 3 ar que se respira; 4 acto de soprar; bafo; hálito; 5 período durante o qual se recuperam forças perdidas; descanso; folga; 6 [fig.] alento, ânimo – de fôlego de grande valor; muito importante; muito trabalhoso; de um fôlego de uma só vez; sem parar; ter sete fôlegos ter grande resistência; tomar fôlego parar para descansar…

O recital Sinais de Fôlego, nas palavras de Jorge de Sena segue as pistas deixadas ao longo dos trilhos da Viagem Literária Jorge de Sena, no âmbito das comemorações do centenário do escritor e integrada na 11.ª edição do Festival das Artes, decorreu a 20 de julho, entre Coimbra e a Figueira da Foz. Nessa senda, este recital revisita, nas palavras próprias do autor (desde o romance Sinais de Fogo a vária da sua poesia), o caminho do seu achamento como poeta – inspirando e expirando o bafo e o hálito, o alento e a folga, o trabalho e a resistência da sua respiração criativa.

A reserva de bilhetes pode ser efetuada através do email bonifratesbilheteira@gmail.com ou pelo telefone 916 615 388. Os preços dos bilhetes são os seguintes: NORMAL – 5 €; ESTUDANTES, SENIORES, PROTOCOLOS, CLUBE DE AMIGOS e GRUPOS (+ 10 elementos) – 3 €.

Espectáculo aconselhável para a maiores de 6 anos, com a duração de 1h15.

APOIO: COIMBRA CANAL

E SE 17 – Controlo e Automação Industrial – Indústria 4.0

Este programa foi gravado durante da apresentação do livro “Controlo e Automação Industrial – Indústria 4.0” que se realizou no dia 16 de Maio, na livraria Bertrand (Centro Comercial ALMA em Coimbra). O “E se…” é um Programa de J. Norberto Pires, para o Coimbra Canal, com a realização de Rijo Madeira. Este episódio, pela relevância das intervenções, reflete uma visão e uma estratégia industrial e de cooperação universidade-indústria para Coimbra. Com Amílcar Falcão, Ana Lehmann, António Mira, Luis Simoes da Silva, Ricardo Patricio, Frederico Annes (Lidel Edições Técnicas) e J. Norberto Pires. Participação especial do Grupo de Bandolins da Casa Museu Fernand Namora